quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

da comida às memórias...

...ou uma receita de esparguete :)

Hoje fazia esparguete e, nas pressas de fazer almoço entre tarefas mais prementes, debati-me com o "enfiar o esparguete" na água, quando o tacho escolhido tinha um diâmetro menor que o comprimento da "pasta"...
...aguardei, segurando o esparguete com uma ponta mergulhada, até que amolecesse e vergasse, e fui correndo a memória dos esparguetes da minha mãe...
Ora, ela tinha o hábito de partir o esparguete em pedaços, tornando a refeição num exercício de escorrega daqui, escorrega dacolá que dava nódoas certas! Eu detestava aquilo, mas nunca a consegui convencer que o esparguete se comia a enrola-garfo e não dava para enrolar se fosse partido.
E foi assim a receita de hoje:

azeite, 1/2 cebola e 3 alhos,
1 pimento pequeno, vermelho, 1 tomate,
um pedacinho de gengibre e ervas & cheiros (coentros, alho, pimenta, piri-piri [pequenino, pois foi triturado], um toque de açafrão e louro [quando foi apurar, depois de triturada a mistura])
e duas mãos de soja grossa demolhada (por preguiça de abrir o pacote da fina).

Uma concha em cima do prato de esparguete cozido em água simples.

Sem comentários:

Enviar um comentário